May 13, 2007

Rendição

Esta noite sonhei contigo. Sonhei mesmo contigo. Levaste-me às costas, embriagaste-te de mim, enfrentei-te os olhos, segurei-te a cara, abracei-te o tronco, fraquejaram-me as pernas, intensificaste a expressão e disseste-me sem palavras que gostas de mim como eu gosto de ti. Fora de sonhos e devaneios, esse diálogo silencioso acontece, pelo menos eu sinto que sim, a forma como me olhas, como evitas o meu olhar, como revejo o meu desconforto no teu nas poucas (tão poucas) ocasiões que estás ao meu alcance, o meu nervosismo idiota e risonho e brincalhão, tudo me diz que sim, que sim, que me pertences em mente ou espírito ou alma.
Se eu fosse leoa agarrava-me a ti e não te deixava até que te rendesses sem hipótese de retorno ou arrependimento. Se fosse águia sobrevoava-te de acordo com a tua disposição de sol ou sombra. Se fosse alguma coisa que não eu, não te largava até te renderes. Rende-te. Aconchega-te em mim. Rende-te em mim.

3 comments:

eagle said...

vou ser a primeira a comentar este grande texto!....
isso é msm amor e é pena ser vivido a uma!! :(
mas a vida é feita de encontros e desencontros, algo de muito especial está guardado para ti!...
fica bem!!
tou a espera da tua resposta!!
:)

Mia said...

Oh obridado :l espero mesmo que esteja guardado algo para mim... apesar desta solidão... só de vez em quando penso que nunca vou ter o que quero...
beijo
Mia

eagle said...

nao devemos pensar assim, temos de ser positivas e e olhar sempre em frente, nunca baixar os braços e nem a cabeça!....
nao há nada que nao possamos fazer!
fica bem!
aparece no msn!
bjs :)